Republicando 8 – Sobre materiais

Publicado em 6.5.07

Dos Difíceis Papéis
e
da impossibilidade de reprodução do Dalai Lama

Para Kitty


As principais fornecedoras de papéis especiais do Recife não estão realmente interessadas no comércio de papéis.
As duas principais papelarias são também prestadoras de serviços de design gráfico e impressão.
As escolhas de papéis a serem vendidos não vão além das necessidades dos seus próprios produtos.
Some-se a isso a dependência dessas empresas ao movimento das importadoras paulistas de material da Europa.
Um designer amigo do Dobras nos contou que teve de mudar a papelaria do seu escritório porque a papelaria onde comprava papéis vegetais coloridos, os fantásticos Cromáticos, perdeu o acesso ao produto desde que o importador morreu.
Caramba!
O importador engoliu todos os contatos antes de morrer?
Que provincianismo é esse!
Agora, talvez pelo mesmo motivo, deixaremos de ter acesso aos papéis Malmero Perlé.
Já não há mais verde!
Pense!
Como faremos sem aqueles brilhinhos sutis?

Fiquei surpresa quando encontrei uma gama muito mais ampla na MD Papéis, em São Luis (MA).
Azuis e laranjas e vermelhos lindos!
Stardreams e outros sonhos nunca vistos no Recife!

I have a dream!
Que o Dobras ao Vento também fosse uma superpapelaria!!!
Agora, vou parar com o papo e começar a dobrar tsurus para realizá-lo!

; )

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s