Verde, azul, verde, azul…

Para uma peixinha…

Da cor
do mar de Jampa,
que vimos em tantas gradações,
da proteção das piscianas,
do único perfume que posso usar,
da minha canga,
da minha cor preferida:
o movimento verde-azul-turquesa.

De Jampa,
além da deliciosa lembrança do fim de semana prolongado em verde-azul por Yemanjá,
a necessária leitura de Amor Líquido.
Repensemos a fragilidade dos laços,
a frouxidão das parcerias,
a descartabilidade das relações.
Façamos de outros jeitos!
; )
Façamos.
De todo jeito!

Quem precisa ir ao Caribe?

Muitos beijinhos de mar-sem-fim…
eva


O projeto foi realizado com um papel absurdo
português reciclado lindo e duro que só a bixiga.
hehehehe
Minha mãe que trouxe.
; )

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s